Esteja atento – Possíveis sinais de estrabismo nas crianças

Com este artigo pretendo informar os pais de possiveis sinais de problemas visuais, entre os quais  sinais de estrabismo nas crianças.

Normalmente a partir dos 2 anos a criança já desenvolveu boa parte de sua visão, mas ainda assim existem alterações que requerem atenção por parte de pais e professores. A intervenção nestes problemas também deve ser o mais rápida possivel, evitando o agravamento de possiveis deficiencias na acuidade visual, o que depois, normalmente se traduz em problemas de desenvolvimento e aprendizagem.

A criança nesta idade, por vezes nem nós adultos, não têm consciência nem agilidade espontanea para informar os pais se está a ver bem, para elas até podem achar normal. Por isso é importante a que você como pais e educadores estejam atentos aos seguintes sinais de alerta:

  1. Posição Anormal na cabeça. Se reparar que a sua criança entorta a cabeça para olhar as coisas ou fixar os objectos isso pode ser um sinal de estrabismo ou nistagmo.
  2. Dificuldade em ver. Normalmente esta dificuldade em ver é muito fácil de reparar. Observe se o seu filho se apróxima muito da televisão ou do ecrã do computador. Por exemplo quando está a esrever ou a ler apróxima-se muito dos livros ?
  3. A criança parece desastrada. O seu filho cai muito, é trapalhão ? Nem sempre isso quer dizer que seja desastrado, já pensou que ele pode ter dificuldade em focar os objectos ?
  4. Queixa-se de ardor nos olhos, ou costuma ter os olhos vermelhos ?
  5. Queixa-se de dor de cabeça? Grande parte das dores de cabeça são devidas ao facto de a criança ter dificuldade em ver. Pergunte se a dor de cabeça incide principalmente sobre a região frontal.
  6. Olhos desalinhados. A sua criança parece não focar o objecto com os dois olhos ? Isso pode ser estrabismo.

Se reparar em QUALQUER uma destas situações devem imediatamente procurar um oftalmologista para uma avaliação da criança.

Enjoyed this post? Share it!

 

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *