Trate o estrabismo em crianças na Rede Pública de Saúde

O estrabismo em crianças pode ser tratado na Rede Pública de Sáude, o atendimento para este problema é realizado em três grandes hospitais do Distrito Federal.

O estrabismo é um problema ocular com a mesma incidência em ambos os sexos. No Brasil, o estrabismo em crianças atinge entre 5% a 8%.

A demora em identificar a doença reduz as possibilidades de correção, quanto mais tarde o tratamento, menor as possibilidades. A doença pode ser facilmente identificada por meio de observação clínica, sendo que a principal sintoma é o desalinhamento dos olhos.

É normal as crianças apresentarem algum desalinhamento nos olhos até aos 6 meses. A criança ainda está desenvolver a visão. No entanto, se o desalinhamento continuar a persistir após este tempo,  deve consultar o médico.

Os pais têm tendência a ignorar o desalinhamento nos olhos. Por mais subtil que seja o desalinhamento, deve consultar um médico. O desalinhamento por ser por exemplo um olho estar olhando em frente e outro para o lado ou para dentro, mas também pode ser na vertical, um olho para cima ou para baixo e o outro em frente.

Não ignore, procure um médico.

Não ignore o estrabismo em crianças

A falta de tratamento pode levar a ambliopia o que vai provocar um mau desenvolvimento dos olhos afectando assim todo o processo de aprendizagem da criança, inclusivé pode levar à perca de visão.

O estrabismo pode ser causado por por alterações genéticas ou por infecções que atingem o sistema neurológico afectando os músculos que controlam os movimentos oculares, por exemplo a toxoplasmose, ou febres altas.

O tratamento, com diagnóstico atempado é quase sempre simples e sem dor.

Existem três hospitais da Rede de Saúde do Distrito Federal com unidades especializadas :

  • Hospital Regional da Asa Norte (HRAN)
  • Hospital de Base de Brasília (HBB)
  • Hospital Regional de Taguatinga (HRT)

A primeira etapa do diagnóstico é a realização do teste do olhinho que pode ser realizado nos hospitais públicos . Este teste permite identificar alterações da coloração do reflexo da luz que é incidida no olho do bebê.

Quando detectado atempadamente o estrabismo pode ser tratado com o uso de óculos, tampão ou cirurgia.

A visão é um bem importante para a criança obter um bom desenvolvimento físico e psicológico. É por isso, importante detectar e tratar atempadamente. Toda a criança deve ser avaliada desde o nascimento, mesmo sem ter estrabismo, existem outras doenças que podem comprometer a visão da criança.

Enjoyed this post? Share it!

 

3 thoughts on “Trate o estrabismo em crianças na Rede Pública de Saúde

  1. Boa tarde minha afilhada tem estrabismo desde os tres anos de idade e esta com os óculos vencidos sentindo muita dor de cabeça as ultimas consultas ja faz dois anos no hospital particula quando os pais podiam paga o tratamento ela também precisa fazer a cirurgia ela agora está com oito anos onde devemos leva la pra fazer um tratamento na rede pública pois aqui no posto não conseguimos nem encaixe na pediatria

  2. Minha filha tem 13 anos, e adquiriu o estrabismo aos 3 anos, na época fiz tudo que os médicos sugeriram, mas infelizmente não tive resultados. Será que ela tem tratamento ainda?

    • Lucineide, o mais importante é procurar um oftalmologista especializado no estrabismo. Tudo vai depender da causa do estrabismo de sua filha. Mas há exercícios que podem estimular a movimentação dos olhos. Um médico competente vai avaliar corretamente o caso, antes de indicar a cirurgia.

      Sou estudante de doutorado em engenharia da computação e estudo métodos de triagem de estrabismo infantil através de computação.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *